Chamada de abertura

domingo, 10 de outubro de 2010

A morte de Ana Raio

Eu não me lembro onde eu estava, como li e o que eu estava fazendo na época mas lembro direitinho, há 10 anos atrás, de estar passando e ler a notícia, levar um susto e voltar para ver se eu não tinha entendido errado. O pior é que eu entendi corretamente, a notícia era a seguinte: " A MORTE DE ANA RAIO". Eu achei estranho um autor "matar" a protagonista de sua obra. Na verdade a Ana não vai morrer, assim de "morte matada" e muito menos de "morte morrida" rsrsrs. Porém, ao lembrar desse episódio que acabei de relatar para vocês, fiz questão de dar o mesmo nome a essa postagem.

O que vai acontecer pela frente é que, obcecado em por as mão em Ana de Nazaré, Canjerê prepara uma armadilha para a peoa no último dia do rodeio em Piratini. Ana cai na mentira dele pois acredita que terá notícias do paradeiro de Maria Lua. Mesmo saindo vitoriosa, Ana nem pára para comemorar o prêmio que acabou de faturar no rodeio de Piratini e vai ao encontro de Canjerê.



Chegando lá, ela tem uma desagradável surpresa e é raptada por ele e Mosca.


 Por um bom tempo, ninguém terá mais notícias de Ana Raio que, é dada como morta com direito a velório de tudo mais.
 Tudo isso, por causa de uma armação de Ubiratan que para "protejer" Ana de Canjerê a convence a não aparecer enquanto Canjerê ainda estiver por perto.

Um comentário:

  1. Nossa,adoro Ana raio,ainda bem que é só um susto,rs!!!

    ResponderExcluir